Uva Cinsault Não apenas porque é uma variedade que dá origem a vinhos saborosíssimos e especiais. Mas, principalmente, porque ela possui tantos sinônimos, e é conhecida por tantos outros nomes que é fácil se confundir. São mais de 100 (acredite) formas diferentes de se chamar a mesma uva, então não vamos nos perder. Conheça a multifacetada e muito dinâmica uva Cinsault.

Origem e Regiões

Típica da região de Languedoc-Roussillon, que fica na França (ao sul), acredita-se que ela tenha origem na região do Hérault, e que pode ter sido trazida por mercadores do mediterrâneo oriental.Também é conhecida como “uva do sol”, por se adaptar muito bem a climas quentes e com bastante vento.Usada mais comumente em blends com outras uvas, especialmente a Syrah, Grenache e Mourvèrdre, no Vale do Rhône. Esta uva encontra-se atualmente em declínio em todo mundo, sendo substituída por outras que são mais facilmente cultiváveis. Atualmente ela é cultivada em Chateauneuf-du-pape, mas como dito, vem perdendo espaço nos últimos tempos. Porém, é mais fácil que ela seja encontrada nas seguintes regiões:

  • Languedoc – onde o produtor Doamine La Boede faz vinhos 100% de uva Cinsault, o que é bem incomum;

  • Tavel;

  • Gigondas;

  • Coteaux du Tricastin

  • Entre outras. Ela foi exportada para a Califórnia, em 1860, com o nome de Malvoisie negra. Um detalhe curioso sobre a história da uva Cinsault é que a sua grande capacidade de se misturar com outras variedades despertou o interesse de cientistas. E eles acabaram misturando esta uva com a Pinot Noir, na África do Sul, para criar a Pinotage, logo no início do século XX. Alguns outros lugares que também cultivam a uva Cinsault fora da França são:

  • Austrália;

  • Argélia;

  • Chile
  • Líbano;

  • Marrocos;

  • Tunísia;

Entre outros. Aliás, ela tem grande destaque em alguns vinhos produzidos no norte da África, dando origem a bebidas diferentes e excepcionais.

Uva Cinsault: Características e Harmonização

Como dito no início, é surpreendente o grande número de nomes pelo qual esta uva é conhecida. São 102 denominações oficiais para a uva Cinsault, como por exemplo:

Cincout;

  • Budales;

  • Cubilier;

  • Espagnol;

  • Hermitage;

  • MavroKara;

  • Ottaviano;

  • Papadou;

  • Picardan Moir;

  • Ulliaou;

  • Samsó;

  • Senso;

  • Black Prince.

E por aí vai. São realmente muitos sinônimos para ela, mas não confunda, são todas a mesma uva, Cinsault.

Elas possuem bastante rendimento, podendo ser extraídas até cerca de 6 toneladas de frutos por hectare.

Porém, os vinhedos de rendimento reduzidos são os melhores para cultivá-la, pois assim se extrai o máximo de sabor da uva.

Os vinhos que são feitos a partir das uvas Cinsault são bem frutados, com belíssima coloração vermelha e baixo nível de taninos.

Com aroma que lembra frutos secos, como damascos, tâmaras, e baixo teor alcoólico, a uva Cinsault traz vinhos equilibrados, com bom corpo.E com o adicional de, caso sejam passados por barris de carvalho, ela ganha em sabor, adicionando toques de tabaco e notas levemente tostadas ao vinho, que o torna ainda mais especial.Os vinhos da Cinsault acompanham bem carnes e pratos mais bem temperados, como aqueles da nossa culinária mineira.Peixes, frutos do mar e legumes marinados, também harmonizam muito bem com a esta uva.