Novo mundo, vinho velho. Tannat e Syrah, um corte uruguaio que pode durar.

Os uruguaios são desbravadores do novo mundo, no que diz respeito ao Tannat. Essa uva com características bem proprias, tem sido plantada  no Brasil também e ja esta produzindo vinhos incríveis. E esses vinhos estao bobeando em Teresópolis, por conta do clima ameno, e questões de mercado turismo, etc, que permitem voce encontrar essas pérolas como o Don Adelio Ariano, Reserve Oak 2010.

Se a degustacao de vinhos de guarda, mais caros, e voce nao dispensa um vinho,  ja esta começando a se acostumar a escolher entre tantas ofertas existentes nas prateleiras e perceber que tem  muitas coisas que dariam para ter azia pelo resto da vida. E nao se trata de preço, e sim qualidade.

E então esta na hora de começar a provar os cortes diferentes como esse curioso Tannat-Syrah. Mas nosso foco esta alem da alegria com o resultado dos cortes, ou como degustar um vinho de 2010 Reserva, deixado maturar em barris de carvalho franceses ou americanos, e sim na combinação das uvas.

Adoro degustar vinhos antigos, bem guardados, que nao sejam feitos para guarda, e acho o conceito de que cortes de uvas em geral nao se prestam a guarda por mais de 10 anos, um folclore ou boato que sempre esteve na moda. Syrah ou Shiraz,  ja fala atraves de seu nome, suas origens, o Tannat muito parecido na aparência, tem origem na Franca e ambos podemos dissertar horas, sobre seu potencial mineral, cachos alongados, e uma cor azulada.

Mas o importante que o vinho se demonstrou maduro e muito interessante e bem alcoólico, mas nao sofreu alteração em sua estrutura. No barril agrega cor e sabor, carameliza os açúcares e absorve o excesso de taninos e nesse caso ficou muito bom, nao teve necessidade de aeração foi abrir e deixar uns minutos e servir. O resultado desse processo, um vinho que lembra um pouco o velho mundo.

Syrah Tannat 2010

Saude!!

Cordeiro cozido com repolho e cenouras. Comida de rua com toque gourmet.

cordeiro cozido

O rack de cordeiro uruguaio esta na promoção, no Carrefour Barra. Sao verdadeiras pérolas no oceano da mediocridade das prateleiras, alem do preço atrativo. A carne de cordeiro é mais magra e suas gorduras e colágeno  mais saudáveis. Pelo fato de ja estar congelado, e depois de descongelar ficou de molho com alho pimenta vermelha, alecrim e vinho branco por 12 horas, na geladeira, o tempo de cocção pode ser reduzido para 2 horas em fogo lento.

Ingredientes: Para cada rack, use uma cenoura e meio repolho pequeno. Cebola, molho de tomate apimentado, alho, coentro, pimentao vermelho grelhado, sete pimentas da Zinny. Sal a gosto. Vinho tinto.

Preparo:

Num fio de azeite, doure os rack ate selar bem. Adicione a cebola, e deixe dourar, coloque um pouco de vinho tinto, e deixe caramelizar. Adicione cenoura picada, pimentao, e o molho de tomates, cubra com agua fervendo e coloque o repolho na panela. Tampe e deixe cozinhar por 2 horas.  Acompanhe com arroz com lentilhas, ou purê de batatas.  Bon Apetite. Este prato vai bem com um Tannat. cordeiro cozido

Galeto ao primo canto, com arroz de brócolis e feijão manteiga.

Na nova fase do Virtual Palato receitas e novas formas de cozinhar com melhores praticas de saude, sem muito sal, e muito tempero. Assista o vídeo a receita você consegue fazer assistindo. Prepare a cozinha o vinhos e os ingredientes para dois: um galeto, um maço de brócolis, uma medida de arroz, feijão manteiga, cebola, alho, salsinha ,cebolinha, pimenta dedo de moça e um abacate maduro.

Mishui de Cordeiro, feito de T-Bone de cordeiro, com Tannat Santa Colina.

Mishui de Cordeiro, feito de T-Bone de cordeiro, com Tannat Santa Colina.

O cordeiro uruguaio ja conquistou o mercado, mas ainda esta caro. O T-Bone estava com um preço bom no Carrefour, assim como os vinhos. Então partimos para essa receita. Mishui de cordeiro, feito com um corte assado com batatas e servido com arroz e lentilhas.

Ingredientes p 2:

1kg de T bone de cordeiro

6 batatas pequenas

1 cenoura

1 cebola

4 dentes da alho

1  cubo de caldo de legumes

1 pimenta dedo de moça

sal, pimenta do reino

alecrim, salsa, cebolinha

vinagre e azeite

Preparo: tempere e asse os corte de cordeiro com as batatas ja  cozidas, dentro de um saco de assar por 3 horas, em forno 180 gr, separe o caldo e reserve a carne. Refogue a cebola marinada em azeite  ate caramelizar, retire a cebola e refogue o arroz e adicione lentilhas, e o resto da cebola. Desfie a carne, corte umas cenouras,  adicione caldo de legumes, adicione as batatas e um pouco da reserva de caldo do cordeiro. Salsa e cebolinha dao o toque final. Sirva o arroz e depois o Mishui por cima como no video. Bom Apetite.

Shimeji na chapa, com batata doce e tomates, repolho, e um bom Tannat uruguaio.

Não existe método melhor na culinária, mais rápido e eficiente que uma boa chapa, fogo alto, tempero certo e voilá, uma delicia. Harmoniza bem com vinho Tannat Casco Viejo 2016, Reserva da Família, importado pelo Zona Sul.

Receita simples e fácil de fazer para dois.

Ingredientes: 200 gr cogumelos shimeji, uma batata doce, dois dentes dia alho , dois tomates, um pedaço de repolho ,pimenta cambuci, ou verde, cebolinha, limão siciliano, pimenta do reino, azeite de oliva e vinagre de vinho rose. Molho shoyu.

Preparo: cozinhe a batata em agua e sal com dois dentes de alho, corte os legumes e o shitake em pedaços e leve a chapa, sal, pimenta e azeite, depois de virar tudo adicione o vinagre e o molho de soja nos cogumelos. Sirva como na foto. Bom apetite!