Truta na manteiga: alcaparras, limão, cogumelos frescos e pimenta indiana, manjericão. Vodka flambé.

Truta flambada na manteiga: alcaparras, limão, cogumelos frescos e pimenta indiana, manjericão.

A truta se adaptou bem na região serrana do Rio, mas o custo de produção e frete encarecem demais o produto que deve ser consumido fresco de preferencia. Apesar de encontrado fresco e vivo, pode apresentar problemas quando consumido sem o devido preparo. Existem muitas questões sobre a Truta e como preparar esse peixe de agua doce, que tem gosto de terra e muito colageno, vitaminas e pouca gordura. Antes de mais nada, a truta originaria dos rios, tem sido reproduzida em cativeiro com muito sucesso, mas com muitos problemas ambientais e de saude. Por conta da qualidade da agua onde vive e da ração com a qual é alimentada, a truta, quando consumida ao ponto, como deve ser, pode trazer os mesmos riscos do consumo de ovos crus, por exemplo, onde encontramos bactérias e microorganismos como a famosa Salmonella. A ração utilizada pode conter GMO, ou seja, ingredientes modificados geneticamente, que se consumidos em excesso podem causar danos genéticos nas futuras gerações. Das trutas e dos humanos.
E vamos ao preparo: lave a truta com agua e salgue, coloque pimenta do reino, e deite duas colheres de sopa de manteiga na frigideira grande, em fogo baixo, e va adicionando as fatias do limão ,que tem que ser siciliano, bem gordinho, pimenta verde fatiadas, alho com a casca e cogumelos frescos. Cubra e deixe por uns 10 minutos no fogo baixo, adicione 50 ml de vodka e acenda um fósforo com cuidado, deixando a mistura apagar tampe, e deixe por mais 10 a 15 minutos. Sirva


Ingrediente para 2 pessoas:
01 Truta inteira limpa
2 dentes alho 2 colheres de manteiga, uma pimenta verde, 2 dentes de alho, 4 cogumelos sal e pimenta do reino, azeite para dar o acabamento.

Atum selado ao molho Teriaki com nabo ralado e pepino.

AtumPirikara
Atum selado com molho Teriaki é um prato que enriquece o sabor do peixe, com camadas de pimenta, gergelim, alho ,gengibre. E funciona bem com os nacos de atum que a peixaria oferece. Como vocês sabem a gente gosta da peixaria do Zona sul do Recreio, e recomendamos essa rede para comprar seu peixe, por uma questão de qualidade e preço que nao foge muito do peixeiro e do mercado produtor.
Ingredientes para 2:
Dois pedaços de atum limpo e cortado para sashimi.
Um nabo, um pepino, sal, pimenta do reino, molho de soja, maizena,gergelim misto, pimenta dedo de moça p dar toque baiano.
açúcar , mel, gengibre e alho, salsa. Azeite.
Receita:
Tempere os corte de atum com sal e pimenta e cubra com o gergelim.
Preparar o molho numa panelinha, adicionar duas colheres de soja, uma de açúcar, dois dentes de alho, um pedaço de gengibre ralado, meia colher de mel, alho e gengibre.
Rale o nabo e corte o pepino, numa frigideira coloque um fio de azeite e e doure os nacos de atum ate dourar. Retire e corte como quiser, sirva como na foto. Banzai!! Domo Arigato mr Roboto.

Tuna Balls com Pure de batatas.

Um peixe recheado, tipo ghefilte fish, no molho marroquino com pure frances, o atum da um sabor intenso e muito inusitado. O segredo que as bolas de peixe ficam bem fofas e suculentas.O purê tem toque de canela.

tunaballs and pure

Ingredientes p 2 ou mais

300 gr de atum fresco

1 cenoura

meia xícara de farinha de rosca

um ovo

1 lata de tomate pelado ou 6 tomates italianos

2 cebolas, 4 dentes de alho

coentro

salsa  e cebolinha

6 batatas pequenas

1 pimentao vermelho grande

queijo parmesão

leite

sal, pimenta,  paprica, curcuma,  harissa e cominho.

Preparo:

Descasque as batatas e leve ao fogo numa panela com sal e dois dentes de alho, uma cebola,  adicione sal e pimenta do reino. Um pedaço de canela, azeite d oliva, meia xícara de leite e um pouco de parmesão ralado, o ponto do purê quando ficar bem cremoso,

Leve o peixe a processar com cenoura, cebola, sal, pimenta do reino centro e salsa, azeite de oliva e ovo. Leve p geladeira.

Queime o pimentao no fogo, quando a casca ficar preta, retire e coloque em agua gelada, tire a pele, sementes e corte em pedacinhos.

Refogue em azeite 2 dentes d alho, pimenta calabresa a gosto, tomates sem casca, paprica doce e picante, e os outros temperos acima, sal, pimenta,  paprica, curcuma,  harissa e cominho. cubra com agua e deixe cozinhar p uma hora.

Prepare as bolas de peixe com as maos, e coloque na panela do molho, adicione o pimentao queimado cubra com agua quente e leve ao fogo com tampa p mais uns 40 min.

Corte a cebolinha e  reserve.

Sirva como na foto.

 

 

 

Tilápia ao forno com aipim e legumes, e um bom tinto francês.

Tilápia ao forno
Saber comprar alimentos frescos, orgánicos, peixes, e ainda encontrar vinhos acessíveis tem sido uma das minhas metas nos últimos tempos. Felizmente, meu instinto de avido consumidor me leva ao mercado certo. Passo rapidamente na prateleira dos legumes e encaro meu amigo o peixeiro, super ocupado com as perguntas dos clientes cariocas. Vejo uma tilápia gordinha na vitrine, resolvi leva-la. O aipim ja vem no vacuo, so cozinhar. O vinho estava na promoção e levei um francês bem diferente: do Cotes du Tharn, um corte de uvas bem interessante. Confira a oferta aqui: http://www.zonasulvinhos.com.br/Produto/Vinho_Tinto_Frances_Les_Granitiers_Garrafa__750_mL_2015_–84936–1763

E em alguns minutos tenho os ingredientes para uma refeicao leve e cheia de vitaminas, sem muita gordura e com sabor da terra. Mineral, vegetal, e frutas.

Ingredientes para dois:

Uma tilapia gordinha, ou duas, limpas. Cebola, alho, beterraba, vagem, aipim, limao siciliano, alecrim, sal e pimenta da reino, manjericão, azeite de oliva e pimenta do reino.

Preparo:

cozinhe o aipim ate amolecer, corte os legumes e cozinhe no vapor, tempere o peixe com sal e pimenta, fazendo uns cortes no dorso, coloque tudo na assadeira e cubra com azeite e manjericao, alecrim, enfeite com a cebola e limao. Forno a 255 graus por 40 minutos. Bon Apetit.

 

Truta dourada com batatas e shitake, com vinho mineiro Casa Geraldo Shiraz 2014

Casa Geraldo Shiraz 2014

Os vinhos da Casa Geraldo nos surpreenderam. Esse Shiraz 2014 foi premiado em competição internacional, e quando abri a garrafa no friozinho da Serra da Mantiqueira, em pleno verão, reconheci o mineral do terreno dessa regiao, também presente na fazenda onde sao criadas essas trutas brancas. Calcareo, ouro, metais nobres, tudo de bom!!
Ai pensei: a truta vai combinar muito com esse vinho! Dito e feito.

Criei uma receita meio israelense com um toque de curcuma. Com pimenta calabresa, paprica, tomilho, louro, alho e cebola nao esquecer o gengibre.
Truta dourada. Para tudo!! Essa truta criada nas cabeceiras da Serra da Mantiqueira, é o máximo. Carne branca, saborosa, cheia de colageno, mas muito mais suave que a Arco-Iris que conhecemos. Da pra fazer um bom guefieltefish ou pra comer tudo e usar os osso para engrossar o caldo.

Truta para dois:

Uma truta gordinha, seis batatas pequenas, shiitakes frescos, 1/2 cebola, 3 dentes de alho, um pedacinho de gengibre, meio ramo de salsinha, uma cebolinha, tomilho, azeite , sal, curcuma, cominho em po,  pimenta calabresa e do reino. Meio tablete de caldo de legumes ou caldo de legumes fresco. Vinagre de sua preferência .

Preparo: Refogue o gengibre, alho e cebola no azeite, quando dourar adicione os shitake fatiados, uma colher  de  vinagre e deixe caramelizar o shitake, pode colocar os temperos como tomilho, meio ramo de salsinha, uma cebolinha, tomilho, azeite , sal, curcuma, cominho em po,  pimenta calabresa e do reino. Meio tablete de caldo de legumes, ou caldo de legumes fresco e cubra agua, entao adicione as batatas e cubra com mais agua fervendo, deixe cozinhar por uns quinze minutos em fogo baixo tampado, nesse meio tempo prepare a truta, cortando em postas. Adicione a truta ao caldo e deixe cozinhar por mais uns 20 minutos, retire a truta e as batatas e reduza o caldo. Bom Apetite !!

Caldo de Bochecha de Namorado com Legumes e Tofu

A bochecha do peixe tem uma consistencia perfeita para o caldo de peixe. O ideal é usar a cabeça toda, mas tem que pedir pro peixeiro limpar pois essa parte do peixe é a mais irrigada, ou seja tem muito sangue e órgãos o que suja bem o caldo.Eu imitei uma receita que vi no programa de um chef muito famoso, onde ele prepara esse caldo a bordo de uma barca de cozinha na Tailandia. E dei um toque brasileiro com abóbora e abobrinha. Apimentado e doce, esse nao e uma prato para amadores, tem uma certa técnica, saber fazer, então vamos la:
Ingredientes para 2:
1 cabeça de peixe limpa, 1 cebola roxa, dois dentes de alho, um pedaço da parte branca do alho poro, 1 cebolinha, 1 cenoura, ! perdão de abóbora fatiada, ervilhas frescas, , um tomate, meio pimentao vermelho e meio verde, oleo de gergelim torrado, vinagre de arroz, molho de soja, pimenta dedo de moca, sal, curcuma, e cominho e o mais importante sementes de gergelim com pimenta seca, tipo chinesa.
Preparo:
Use uma panela grande, coloque um fio de azeite de gergelim, refogue o alho, cebola, alho poro, e a pimenta dedo de moca, ate dourar. Adicione uma colher de vinagre e deixe caramelar. Coloque um tomate pelado, e o peixe cortado, mexa um pouco e tempere com sal, curcuma, cominho, molho de soja duas colheres, e cubra com agua, adicione os legumes. Leve a ferver, ai começa a tirar a espuma que vai se concentrar no topo. Deixe reduzir por uma hora, pra absorver bem os sabores…sirva com cubos de Tofu defumado ou branco. Uma delícia leve e refrescante.
Vai bem com o Adega Grande 2011, uma pechincha portuguesa do Supermaket.